Papa ao Pontifício Colégio Pio-Brasileiro de Roma: vivei a fraternidade

0

O Papa Francisco recebeu em audiência, na manhã deste último sábado, na Sala do Consistório, cerca de 100 membros da Comunidade do Pontifício Colégio Pio-Brasileiro de Roma, por ocasião dos trezentos anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

No seu discurso, e dirigindo-se em particular aos sacerdotes estudantes em Roma, Francisco falou do perigo de desiquilíbrio entre os quatro pilares que sustentam a vida de um presbítero: a dimensão espiritual, a dimensão acadêmica, a dimensão humana e a dimensão pastoral.

Embora neste período a dimensão acadêmica seja mais acentuada, isso não pode significar um descuido das outras dimensões, advertiu Francisco:

“É preciso cuidar da vida espiritual: a Missa diária, a oração quotidiana, a lectio divina, a oração pessoal com o Senhor, a recitação do terço. Também a dimensão pastoral deve ser cuidada: na medida do possível, é saudável e recomendável desenvolver algum tipo de atividade apostólica”.

E, pensando na dimensão humana, é preciso, acima de tudo, evitar que, diante de um certo vazio ligado à solidão, por não ter mais a consolação do povo de Deus, como quando estavam nas suas dioceses, se acabe por perder a perspectiva eclesial e missionária dos estudos, disse ainda o Pontífice.

E Francisco falou em seguida de algumas “doenças” que podem afectar o padre estudante, como por exemplo o “academicismo” e a tentação de fazer dos estudos um mero meio de engrandecimento pessoal: assim acaba-se por sufocar a fé que temos a missão de guardar, insistiu o Papa dizendo-lhes para não se esquecerem, por favor, que antes de serem mestres e doutores, eles são e devem permanecer padres, pastores do povo de Deus!

E para manter o equilíbrio entre esses quatro pilares fundamentais da vida sacerdotal, o Papa indicou como remédio eficaz a fraternidade sacerdotal que é, na verdade, como que o eixo da formação permanente. Na prática, isso significa saber que o primeiro objeto da nossa caridade pastoral deve ser o nosso irmão no sacerdócio: rezar juntos, compartilhar as alegrias e desafios da vida acadêmica. E contando sempre com a ajuda da Senhora Aparecida:

“Para isso, contem sempre com uma ajuda particular: a ajuda da Nossa Mãe do Céu, a quem vocês brasileiros chamam de Nossa Senhora Aparecida”.

Que Ela, Rainha do Colégio Pio Brasileiro, ajude a fazer desta comunidade uma escola de fraternidade, transformando cada um de vós num fermento de unidade para as vossas Dioceses – concluiu Francisco.

E a todos, direção, alunos, religiosas e funcionários, juntamente com suas famílias, o Papa concedeu a sua Bênção Apostólica, pedindo também que, por favor, não deixem de rezar por ele. (BS)

Fonte: radiovaticana.va

Compartilhe.

Deixe seu comentário