O primeiro quirógrafo do Papa por Twitter e Instagram

0

No dia em que se celebra o Dia Mundial das Comunicações Sociais, o Papa publicou em sua conta oficial no Instagram e no Twitter, pela primeira vez, um quirógrafo, bilhete escrito e assinado de próprio punho, a todos os integrantes da comunidade digital.

Papa quer descrever os caminhos da misericórdia

Em entrevista concedida à RV, o Prefeito da Secretaria das Comunicações do Vaticano, Mons. Dario Viganò, explicou que “nestas últimas semanas, Francisco recebeu vários pedidos e leu comentários em que as pessoas solicitam a sua proximidade e orações. As pessoas se sentem familiares ao Papa: contam seus problemas pessoais e dizem, por exemplo, que gostariam de uma oração pela doença de um filho, ou um amor ferido”.

Segundo o Prefeito, o Papa quis responder pessoalmente, com este ‘bilhete’ aos ‘habitantes da comunidade digital’, dizendo-lhes que são o coração de suas preces nesse dia”. “Quer que seu carinho, suas orações e sua bênção cheguem a todos. “Sua presença nas duas redes sociais é real, o Santo Padre a quis para continuar a contar e descrever os caminhos da ternura e da misericórdia, como ele mesmo expressou em sua mensagem de inauguração do canal Instagram.

É o Papa que escolhe as frases do Twitter

“Ambas as realidades permitem que esteja presente e acompanhe a vida de todas as pessoas que querem escutar a sua voz e sentir a sua presença”. Mons. Viganó revela ainda que “para o Twitter, é o próprio Papa que escolhe as frases a serem publicadas; e no Instagram, são escolhidas frases e fotos que se imagina sejam descritivas de sua atividade e pensamentos do dia”.

O texto, escrito em italiano e recebido pelos cerca de 30 milhões de seguidores do Papa Francisco no Twitter, é acompanhada pelo hashtag ‘#ComMisericordia50’ e diz:

Texto em português

“A você, membro da grande comunidade digital me pede bênçãos e orações, digo: você será o dom precioso na minha oração ao Pai. E não se esqueça de rezar por mim e pelo meu serviço ao Evangelho do Evangelho da Misericórdia. Franciscus”.

Fonte: Radio Vaticano

Compartilhe.

Deixe seu comentário