“ O Espírito Santo quem nos orienta ao sermos provados.” – Pregação de Ricardo Antonio (Cenáculo Provados pela Fé)

0

 

“Mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará forças e sereis minhas testemunhas entre Jerusalém , toda Judeia, Samaria até os confins do mundo.” (Atos 1,8)

O Espírito Santo é o prometido de Jesus, Ele é o prometido do Pai, é a grande promessa de Deus para nós. Pentecostes é a resposta dEle para as nossas vidas.

Quando clamamos a ação do Espírito Santo, Ele vem para nos auxiliar, nos defender, nos proteger. Ele vem como paráclito. Paráclito quer dizer advogado, Ele vem advogar nossas causas e hoje de uma maneira especial quer levar as nossas aflições e nos manter de pé em meio a todas as provações.

Em meio às lutas diárias e as provas que vêm para nos desanimar, o cansaço e muitas vezes a falta de fé nos mantém inertes e não sabemos como rezar, como pedir, mas Ele vem em nosso favor e ora em nós como convém.

Daniel ao cair na cova dos leões, ele cai com o cheiro de Deus. O Espírito faz cair sobre ele uma porção nova do Céu e o próprio não é devorado por nenhum dos animais famintos. Do mesmo jeito somos nós, devemos clamar o agir do Espírito Santo e através desse grito de clamor, recebermos esse cheiro de Deus, assim como Daniel recebeu, e assim nossa essência irá nos orientar em meio a todas as provações, isso é um meio de sermos orientados por esse Espírito de sabedoria, de graça e de paz.

O louvor é uma grande forma de clamarmos e sermos orientados pelo o Espírito, ele nos faz alegres nas tribulações e perseverantes na oração. O louvor faz recair sobre nós as graças necessárias paras sermos impactados com a força do alto. O louvor nos impede de cairmos em um estado de desânimo e de prostração. Ele levará as nossas súplicas hoje a quem tudo fará por nós.

Louvar na dor é aceitar os designíos de Deus e esperar que Ele aja em nossas vidas na hora e no momento oportuno.

O Espírito Santo auxilia a quem por ele procura. É hora de buscar, de pedir, é hora de dar um basta à murmuração e soltar um brado de louvor e intercessão pedindo a ajuda de quem é eficaz e não nos abandona.

Receber esse sopro do céu é deixar ser orientado por uma força que adentra a intimidade do nosso ser, e faz das nossas provações momentos de pura intimidade com o nosso amado Jesus. Permita-se ser agraciado com essa força, e todas as provas e dores serão apenas uma forma de um profundo resgate e amparo do altíssimo. Hoje esse Espírito paira sobre nós e damos livre acesso para que Ele nos oriente e nos faça cada vez mais fortes e fiéis ao Senhor.

O Espírito Santo quer, você permite e a graça acontece.

Transcrita por : André Victor, postulante

Compartilhe.

Deixe seu comentário